sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Lançamentos F-1 2009 - Williams

FW31
A crise bateu na porta
No dia 19 de janeiro, a equipe Williams fez uma singela apresentação do FW31 no autódromo do Algarve em Portugal, porém a pintura não era definitiva e o verdadeiro FW31 apareceria somente em fevereiro. Conforme prometido a equipe colocou à exposição, na própria fábrica na Inglaterra, o bólido que será usado este ano por Nico Rosberg e Kazuki Nakajima. A crise financeira mundial fez com que as equipes economizassem na apresentação dos modelos 2009 e também fez com que os patrocinadores da equipe inglesa não participassem da temporada de Fórmula 1 deste ano. O lugar do principal patrocinador Lenovo deu lugar à marca Philips, o outro patrocinador é o banco RBS que fará sua última temporada neste ano. Agora de azul mais claro e dividindo o espaço do carro com a cor branca, o modelo também não possui a marca da Petrobrás, patrocínio este que deve ser da ex-Honda caso o piloto anunciado da equipe seja Bruno Senna. A única diferença do novo modelo para o que foi apresentado em Portugal é que o novo possui duas barbatanas ao lado do cockpit. O novo modelo deve ir para a pista em Jerez de la Frontera na Espanha onde a Fórmula 1 tem testes marcados entre os dia 9 e 12 de março.

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Lançamentos F-1 2009 - Red Bull Racing

A cria de Adrian Newey
RB5 é apresentado na garagem de Jerez
Christian Horner, chefe da equipe Red Bull Racing, possui a melhor carta na manga para este ano de mudanças na Fórmula 1. O nome dele? Adrian Newey! Projetista mais conceituado na categoria e com passagens vitoriosas pela Williams e McLaren, criou o novo carro a partir do zero. Muito parecida com a apresentação da Renault, devido à crise financeira, o RB5 apareceu na frente dos boxes da equipe em Jerez de la Frontera. Com a presença de Horner e Newey, os pilotos Sebastian Vettel e Mark Webber descobriram o novo bólido. A pedra no sapato do projetista ficou por conta do KERS. Desenvolvido pela Renault que também fornece os motores para a equipe austríaca, o novo sistema é muito pesado afetando a distribuição de peso no carro. Depois de tudo em seu lugar: piloto, tanque, motor e caixa de câmbio, procuramos um lugar para o KERS que deve ficar atrás do tanque de combustível que este ano tem uma ótima capacidade e mais leve, diz Adrian Newey. A única parte do carro igual ao RB4, modelo do ano passado, é a caixa de câmbio. Com o bico maior e mais fino, o RB5 segue a tendência dos modelos de Ferrari e McLaren se diferenciando apenas por uma asa na lateral perto da entrada de ar. Segundo Newey, as mudanças na categoria podem ter o efeito contrário. No ano passado Ferrari, McLaren, BMW, Renault e STR venceram corridas, este ano pode ser apenas duas. O número de ultrapassagens pode até aumentar, mas não tanto como o esperado. Sebastian Vettel leva o carro para a pista espanhola nesta tarde e Mark Webber, ainda se recuperando do acidente de bicicleta no fim do ano passado, testa na quarta-feira. A equipe também inovou ao lançar uma prévia do carro pela internet num vídeo com a narração de Sebastian Vettel explicando as novas mudanças.
video